Produção de arroz impulsionará aumento de 90% na safra de grãos no Nordeste

No Ceará, safra de milho será 208,6% maior do que no ano passado

Fortaleza, CE – A safra de grãos do Nordeste subirá 90,7% em 2017. Ela foi puxada principalmente pelo aumento da produção de arroz (76,3%), beneficiada pelo clima mais chuvoso, favorável à produção de sequeiro. A estimativa encontra-se no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cujos resultados foram analisados pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene).

O estudo também sinaliza aumento das produções de feijão (130,6% no total das três safras), em que houve reavaliação das estimativas para mais, também por conta do clima favorável; de milho (104,1% no total das duas safras) cuja reavaliação de estimativas se deveu à constatação de produtividade maior, com produto de maior qualidade; e soja (89,5%). No Ceará, safra de milho será 208,6% maior do que no ano passado.

Entre outros produtos com aumento a partir de base significativa, estão a banana (1,2%, de 2,29 milhões para 2,32 milhões de toneladas), a laranja (8,4%, de 1,6 milhão para 1,73 milhão de toneladas), a mandioca (4,3%, de 4,74 milhões para 4,95 milhões de toneladas) e o tomate (49%, de 378,4 mil toneladas para 564,2 mil toneladas).

O Banco do Nordeste investirá R$ 2,5 bilhões na agricultura familiar no âmbito do Plano Safra 2017/2018, que compreende o período de julho deste ano até junho de 2018. O valor representa acréscimo de 8% em comparação ao Plano Safra 2016/2017. Os recursos atenderão a produtores do Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, área de atuação do BNB.

O Etene é o órgão de pesquisas do Banco do Nordeste. O trabalho completo está disponível para consulta no endereço www.bnb.gov.br/diario-economico-2017

Fonte: Com informações do Banco do Nordeste

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


COPYRIGHT © 2015 TUDOECONOMICO.COM | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS